"" Evangelho Puro: Julho 2017

Missiologia

Introdução a missiologia




Dentro da Teologia temos a disciplina de missiologia que tem seu foco na história divina de restaurar a humanidade à forma original, de comunhão, de contato, de comunicação com Deus.
A partir do Velho Testamento (de Adão ao povo judeu), às páginas do Novo Testamento (vinda de Cristo e instauração da Igreja Primitiva), e ao longo de toda a história pode-se, teologicamente, perceber as várias tentativas de Deus em concretizar essa aproximação, onde foram utilizados recursos, desde os humanos, financeiros, tecnológicos, para alcançar esse objetivo.
Missiologia torna-se ainda mais excitante, na medida em que serão analisados os marcos históricos do desenvolvimento do cristianismo sob pressão, sofrimento, morte de mártires, progresso, estanque, avanço com o objetivo máximo de fazer um anúncio da vontade de Deus à humanidade, onde a figura maior dessa proclamação é o Jesus Cristo. E este por sua vez, ao descer a esta terra, trouxe a maior de todas as revelações que o homem pode contemplar, o Deus encarnado, na figura de um homem, mas que estava interessado não com as ideologias das classes que dominam na sua época, mas com o bem-estar espiritual, moral e até social do ser homem. Nas palavras de Augusto Jorge Cury, autor da Coleção Análise da Inteligência de Cristo, “nunca houve alguém tão apaixonado pela humanidade quanto o Senhor Jesus Cristo, a ponto de dar sua vida em resgate da humanidade”. E não somente isto, Cristo de fato foi, do ponto de vista sociológico um revolucionário, denunciando através de seu Evangelho as injustiças sociais e encarando autoridades religiosas que mais se aproveitavam do povo, do que propriamente os sustentava espiritualmente.
Missiologia, a partir deste foco cristão, pretende desnudar de forma clara e objetiva a elaboração do plano do Deus Eterno em restaurar a humanidade a um padrão que antes era comum na sua existência primeira: ter contato com Ele e viver à Sua sombra, na Sua proteção.


OBJETIVOS




  • Geral

à Demonstrar, ao longo da história da humanidade, a preocupação de Deus em reatar os laços de comunhão com a mesma. Situando vultos que se tornaram verdadeiros representantes dEle nesta história e que receberam o nome de missionários.



  • Específicos

à Apontar Deus como o primeiro missionário divino da história da humanidade;
à Compreender Cristo, como a maior revelação de Deus à humanidade, tornando-se homem, e com uma tarefa missionária, entregou para a humanidade a vontade divina por meio da pregação do Evangelho;
à Entender o papel das missões e missionários cristão ao logo da história;
à Analisar as várias manifestações missionárias nos dias de hoje fora do cristianismo e que desenvolvem “missões” mas sob outra óptica.



Missiologia

Introdução a missiologia Dentro da Teologia temos a disciplina de missiologia que tem seu foco na história divina de restaurar ...